Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

sexta-feira, novembro 7

Globo

Um dos objectos de infância que mais gosto e que me dá maior alegria rever é um globo iluminado. Permite-me em poucos segundos, através de um girar com os dedos, regressar aos sítios que já visitei, de Buenos Aires a Jerusalém, de Paris a Budapeste, dos Açores a Barcelona. Mas também me ajuda a sonhar com outros onde um dia hei-de ir, de Bogotá a Samoa, do Hawai ao Alaska, ou ainda da Patagónia a Moscovo, sem esquecer Moçambique, o Irão ou o Chile.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial