Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

sexta-feira, setembro 29

Niagara Falls

Fios d’água rebentam-me a barreira dos olhos. Não os consigo controlar. Onde quer que esteja são mais poderosos que eu e vencem, com facilidade, as comportas que lhes tento impôr. Sem razão aparente, ou com uma razão que eu não quero conhecer, as lágrimas são mais fortes do que eu.

4 Comentários:

Às 4:57 da tarde , Blogger aml disse...

"O que sai de mim sou eu..." - essa bela frase nunca esquecida e proferida numa noite de loucura! =) Tal como os sorrisos, as lágrimas são algo nosso... Uma tentativa do nosso eu se extravazar! Não as pare... Chorar n é nada de outro mundo... Sim pq os homens tb choram! =)

 
Às 5:09 da tarde , Anonymous v of vendetta disse...

assim sabes que li

 
Às 12:56 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

It breaks my heart to see you crying.

J dos astros.

 
Às 1:35 da manhã , Anonymous Maria disse...

Excelente filme. O do cinema, o relato para o qual aproveitaste o titulo e o post que daqui resultou. Parabéns!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial