Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

segunda-feira, dezembro 8

iPads, iPhones e coisas simples

Todas as manhãs a menina chocolate e o menino chocolate estão sentados no banco vermelho do autocarro com vista para a igreja grande. De pé vão as mães da menina e do menino chocolate, mas se tiverem sorte vão sentadas em frente aos dois, também elas no banco vermelho. Vão sempre a rir e a conversar a menina e o menino chocolate e naquela hora matutina enchem de alegria e sorrisos as olheiras e as pestanas pesadas das pessoas que estão à volta. Velhinhos que acordam sempre cedo ou adolescentes contrariados a caminho da escola, ninguém fica indiferente. E a menina e o menino chocolate fazem a festa, apenas com gargalhadas e coisas simples, brincadeiras de crianças.

Minutos bem passados até chegar ao largo da estátua grande, em que as pessoas do autocarro percebem que mais vale rir em conjunto do que estar cada um preso e refém do seu ecrã, ignorantes em relação aos outros.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial