Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

terça-feira, maio 8

Ser lido

Nunca coloquei um site meter no Tigre. Primeiro por distracção, depois por receio que continuasse sempre a zeros. Um dos maiores medos dos nossos tempos (e meu também, desde sempre) é não ser ouvido, não ser lido ou simplesmente que ninguém repare que estamos aqui. Continuo sem saber qual o nível de visitas aqui, mas a todos os que sei que por cá passam e que até gostam digo: «obrigado».

7 Comentários:

Às 10:41 da tarde , Blogger XAyiDe disse...

Obrigada nós. Beijo

 
Às 10:41 da tarde , Blogger XAyiDe disse...

Obrigada nós. Beijo.

 
Às 10:00 da manhã , Blogger Deeper disse...

Não precisas de ter esse receio. Nós damos todos por ti, não te preocupes. Beijo muito grande num dia tão especial como o de hoje

 
Às 11:23 da manhã , Blogger Rita disse...

PARABÉNSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS pedro rodrigo : 0 ))))))))))))))

beijo enormeeeeeeeeeee da batata frita : )

 
Às 1:13 da tarde , Blogger nina disse...

Obrigada digo eu! Sempre que posso, passo por esta selva sorrateiramente (não vá o tigre enfurecer-se :)) para te ler.... Bj

 
Às 10:40 da tarde , Anonymous Dark Moon disse...

Obrigada eu!

*
Dark Moon

 
Às 10:34 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

O Filipe dos Algarves passou por aqui!

Como é que vais, hein?

Abraço,
FA

Ah, e leiam www.barlavento.online.pt (publicidade descarada)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial