Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quarta-feira, dezembro 27

Go east

Devo andar com o espírito crítico demasiado aguçado. Ontem no Jornal da Noite, da SIC, foram logo duas seguidas. Primeiro Luís Costa Ribas, com aquela pose de conhecedor do mundo, lança a notícia com a frase «Bin Laden, o terrorista mais odiado de todo o planeta». Ora bem, fazendo contas, e acreditando que o Bush representa para os muçulmanos o mesmo sentimento de ódio e desprezo que a chamada opinião pública deste lado do globo tem em relação ao acusado dos ataques às Torres Gémeas, talvez seja mais prudente dizer do planeta «ocidental».

Seguiu-se uma peça sobre a execução de Saddam Hussein no prazo de 30 dias. Reportagem no Iraque, o jornalista lança o vox pop «A decisão de executar o mais brevemente possível Saddam é apoiada pelo povo». Os testemunhos, dois, foram estes: «A política de Saddam Hussein já não tinha cabimento» e «A execução ou não execução de Saddam não vai alterar nada, já que a violência vai continuar». São estas opiniões fortes de apoio à execução?

Enfim, há um esforço para dizer o que corre nas ruas que depois não é apoiado em provas. É como no caso Casa Pia, em que todos sabem que houve crimes mas ninguém consegue prová-los.

3 Comentários:

Às 5:23 da tarde , Blogger VIAJANTE DO MAR disse...

Caro Pedro

Desejo-te um excelente 2007!
Um forte Abraço.

 
Às 10:54 da tarde , Blogger Dad disse...

...........***
..........*****
.........*Feliz*
........*********
......************
.....******ANO****
....******2007*****
...***COM MUITO***
..********AMOR*******
..........****
..........****
.......***DAD****

 
Às 11:38 da tarde , Blogger Zé Lérias disse...

Está em forma o seu espírito crítico.
Assim estivessem todos!



Votos sinceros para que, em 2007, haja, no seu "latifúndio", "SOL NA EIRA E CHUVA NO NABAL"
Um abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial