Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

domingo, fevereiro 12

Vinil

Numa destas noites passei o serão a vasculhar os vinis que andam cá por casa, muitos, variados, vindos de várias casas, pedaços que restam de pessoas que já cá não estão. São pérolas guardadas no pó que se revivificam quando a agulha risca a superfície negra e exala os acordes do século passado.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial