Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

segunda-feira, fevereiro 6

«Meu amigo Misha, hoje o sol nasce para ti!»

Ultimamente tenho sido visita habitual do site http://www.misteriojuvenil.com/piratas_momentomagico.htm. É um regresso aos anos ’70 e ’80, com jingles de publicidade, genéricos de séries de televisão, hits do momento e desenhos animados. «Tu andas sempre descalço Tow Sawyer», «Meu amigo Misha, hoje o sol nasce para ti!», «Todos lhe chamam a pequena Abelha Maia…», «Coca-Cola, sensação de viver», «Um corneto p’ra mim, um corneto p’ra ti, Olá, Olá!», o «Verão Azul», a «Rua Sésamo», o clássico «Uma árvore um amigo», enfim, um mergulho na infância, há de tudo. E podemos ainda recordar os míticos Tozé Brito e Carlos Vidal (o Avô Cantigas) e a pequena indústria de televisão que a RTP tinha na altura. Como disse um amigo meu, perdeu-se a inocência desses tempos.

1 Comentários:

Às 10:06 da tarde , Blogger aml disse...

"Uma árvore, um amigo que devemos bem tratar... um amigo de verdade tão fiél como a amizade que devemos preservar"... acho k era +/- assim! o vinilzito tá lá p o sótão lol bons tempos =)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial