Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quinta-feira, setembro 8

Os ecopontos seriam uma excelente prenda de Natal

Numa época em que a Ecologia é quase uma moda (e felizmente que é assim), porque não ser inovador e inventivo nas ofertas de Natal e aniversário? Ecopontos para toda a gente! Porque a Terra é a casa de todos, e como diz um amigo, «Se cada um varrer a frente da sua porta a rua estará limpa».

***

No outro dia, já bem tarde, seriam umas seis da manhã, pus-me a arrumar a casa do jantar que tinha dado nessa noite. Ao levar as garrafas para o ecoponto em frente de casa, de chinelos, tropecei em vários vidros deixados ao acaso no chão, em frente vidrão, fazendo um corte profundo nos pés. E passado uma semana esses vidros lá continuam. E continuam porque num vidrão não é suposto deixar este tipo de vidros e os funcionários não os recolhem. Saibamos usar a bênção eu são os ecopontos, sob pena de falharmos mais uma etapa no caminho do desenvolvimento.

3 Comentários:

Às 3:56 da tarde , Blogger Maria Lagos disse...

Excelente ideia! Sugere à Câmara Municipal de Lisboa!

 
Às 10:28 da tarde , Anonymous Coruja disse...

Tu não tens vida sexual, pois não?

 
Às 10:29 da tarde , Anonymous french kiss disse...

Que doidão, jantares até às seis da manhã. Não me digas que só a essa hora é que os tios e primos bazaram lá de casa?? Isto realmente, n se pode dar um jantarinho que a malta alapa-se logo lá em casa até às seis da manhã....

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial