Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

segunda-feira, fevereiro 27

Do not stand at my grave and weep

Do not stand at my grave and weep
I am not there; I do not sleep.

I am a thousand winds that blow,
I am the diamond glints on snow,
I am the sun on ripened grain,
I am the gentle autumn rain.

When you awaken in the morning's hush
I am the swift uplifting rush
Of quiet birds in circled flight.

I am the soft stars that shine at night.
Do not stand at my grave and cry,
I am not there; I did not die.

Mary Frye

4 Comentários:

Às 9:30 da manhã , Blogger Sof disse...

Bonito!

 
Às 9:20 da tarde , Blogger Sofia disse...

*

 
Às 9:21 da tarde , Blogger Sofia disse...

*

 
Às 8:12 da tarde , Anonymous DAD disse...

Muito lindo este post!
Beijinhos,

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial