Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quarta-feira, janeiro 24

Dois braços

Ensinaram-me que não devemos ser os primeiros a soltar o abraço. Se for esta a instrucção para todos passaremos a vida eternamente abraçados.

5 Comentários:

Às 10:54 da tarde , Blogger Rui Maio disse...

E isso não era bom?
Até já houve uns americanos a darem Abraços grátis

 
Às 10:54 da tarde , Blogger Rui Maio disse...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
Às 7:00 da tarde , Blogger Paula Raposo disse...

Deveria ser! Sempre abraçados. Quem não gostaria?!

 
Às 1:03 da manhã , Blogger Rita disse...

mt bem visto : ) bjo

 
Às 9:37 da tarde , Blogger Sandra disse...

E que bom que era

*
Dark Moon

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial