Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

domingo, abril 9

África nossa

Ao ver as reportagens sobre a visita do primeiro-ministro José Sócrates a Angola o que mais me ficou gravado na memória não foram os investimentos, nem os protocolos, nem os empréstimos nem os incentivos.

Foram os olhos das crianças nos matos sem fim do interior de Angola. Olhos que ainda possuem uma chama acesa, com esperança num futuro que tem tudo para ser brilhante, mas que os homens têm insistido em escurecer. A alegria dos seus cantares, a energia das suas danças e a inocência das suas palavras têm de ser motivo de crença. O futuro pode passar por África.

4 Comentários:

Às 11:44 da tarde , Blogger VIAJANTE DO MAR disse...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
Às 11:47 da tarde , Blogger VIAJANTE DO MAR disse...

Caro Pedro,

Precisamos de acreditar no futuro da humanidade.
E esperamos que esse futuro passe por África.

P.S: Sou novo nestas andanças "bloguistas" e por isso espero a tua presença no meu "Viajante do Mar."

 
Às 9:22 da tarde , Blogger Dad disse...

E não imaginas como é viver no mato e ver como aquelas pessoas são carinhosas e sensíveis.
Passar por África, vivendo lá em plena guerra antes da independência, foi uma grande lição de vida. Tanto que costumo dizer que a contagem da minha vida é antes e depois de Angola.
E acho que tens razão, é ali que está o futuro...
Beijinho,

 
Às 5:15 da tarde , Blogger A Sonhadora disse...

PÁSCOA FELIZ!!!
Um abraço da sonhadora

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial