Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

terça-feira, março 11

Let's look @ the bright side of life

Andamos presos ao acessório e esquecemo-nos do essencial? Nos últimos tempos tenho falado com algumas pessoas sobre o que nos faz feliz ou sobre o que nos deixa satisfeitos? O grande mote surgiu com o filme «O lado selvagem», quando um menino rico norte-americano deixa tudo para se descobrir a caminho do Alaska, no meio do nada mas acompanhado por tudo, despido perante a Natureza e desligado do acessório.

Que atitude temos nós perante a vida? Estamos felizes por acordar de manhã? Estamos felizes por sermos saudáveis? Estamos felizes por podermos ver o sol brilhar? Estamos felizes por termos liberdade de expressão de movimentos? Estamos felizes porque sim?

Ou somos negativos, passamos a vida a lamentarmo-nos. Porque alguém não olhou. Ou não olhou para trás. Porque alguém não telefonou. Porque houve um mal-entendido e somos orgulhosos e não queremos dar o braço a torcer, mesmo sabendo que dessa forma a situação seria resolvida. Porque desconfiamos do que nos dizem e do que nos fazem. Porque não sabemos, ou não queremos, intepretar. Porque as coisas não aconteceram na hora que queríamos ou tínhamos projectado. Porque somos mimados, porque não estamos habituados a partilhar, a sentir ou a pensar pelo outro. Cada vez mais somos negativos porque sim.

Por mim, oficialmente, chega.

1 Comentários:

Às 10:23 da tarde , Blogger anDrEIA disse...

Sabes o que te digo??? Primeiro, tu e o teu bem estar... depois os outros :)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial