Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quarta-feira, julho 4

A rainha da sucata

Tenho uma amiga que se apelida de Rainha da Sucata. Um dos seus passatempos é andar à cata de móveis antigos pelas ruas de Lisboa, passear pela Feira da Ladra à procura de relíquias ou ainda encontrar tudo o que possa ser recuperado. Num destes finais-de-semana tentámos enfiar um contador antigo num Mini. Não foi fácil, claro que não conseguimos, mas foi uma hora bem divertida num final de tarde no Bairro Alto.

1 Comentários:

Às 4:11 da tarde , Blogger Rita disse...

esta td explicado. tens amigos estranhos: COMO TU!!!!! ihhihihi ; )

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial