Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

terça-feira, fevereiro 6

Noite agitada no Castelo

No sábado fui jantar com uns amigos do Porto, Guimarães e de Lugo, na Galiza. Interessados em fumar chicha lembrei-me do bar marroquino no Castelo de S. Jorge. Lá fomos, entusiasmados. Chegados cerce às muralhas deparamo-nos com o sistema de semáforos que asfixia aquela zona. Não pudemos entrar e à nossa volta o caos de automóveis avolumou-se. À nossa frente estava um fadista, nas palavras dele convidado pela Junta de Freguesia do Castelo para cantar numa colectividade local e com autorização do vereador respectivo para entrar na zona. Resposta dos semáforos: não pode entrar. Perante esta situação nem me atrevi a pensar mais e estacionei o carro no primeiro buraquinho que encontrei. Com toda esta situação perdemos mais de meia-hora. O resto da noite valeu pelo incómodo.

A questão é: como matar desta forma uma rua, a Rua da Costa do Castelo, que tem dois teatros (Taborda e Chapitô), uma Escola (a Escola do Chapitô), vários bares (Santiago Alquimista, Bar Marroquino, etc.) e restaurantes e que alberga ainda o monumento mais visitado de Lisboa, o Castelo de S. Jorge? Não permitem estacionar na zona mas logo em redor é o caos, o que desmobiliza qualquer um de ali aceder. Mais uma vez se comprova que a proibição não é a solução, muito menos sem alternativas...

2 Comentários:

Às 1:27 da manhã , Blogger Kalinka disse...

Hoje, dia 7 - um post especial num dia também especial - para minha Mãe. Convido-te.

A vida é uma passagem sim, feita de lugares certos e errados, palavras ditas e não ditas, correctas ou não, mas que com elas construimos essa vida e esse caminho da vida de um tempo que não volta mais...
fica apenas o sabor doce e/ou amargo de algumas palavras em momentos certos ou errados....

Beijos e abraços.

GOSTEI MUITO DE CONHECER O TEU BLOG. PARABÉNS PELO BOM GOSTO.
Também gostava de conhecer esse bar marroquino...

 
Às 12:48 da tarde , Blogger Heliocoptero disse...

Então e porque é que não foram a pé logo desde o Terreiro do Paço ou da Praça da Figueira?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial