Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quarta-feira, fevereiro 28

Almas gémeas?

Num episódio de uma série de televisão falava-se da alma gémea. Não creio que exista. Não é pessimismo ou amargura, nem sequer imaturidade ou resultado de más experiências. Simplesmente creio não existir alguém que corresponda em tudo ao que idealizamos, que equivalha às nossas expectativas e bata certo com o que esperamos de quem nos vais acompanhar para o resto da vida. Temos de nos moldar a quem nos pareça valer a pena e esperar o mesmo desse alguém. Quanto às pessoas perfeitas... Acreditamos nessa fábula aos 10 anos de idade.

1 Comentários:

Às 3:11 da tarde , Blogger Dad disse...

Só a paixão, não o amor, nos faz ver no outro a alma gémea...

A paixão é mentirosa; o amor é sereno e lúciso.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial