Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

segunda-feira, fevereiro 12

Pensamentos do dia de ontem II

Em conversa com alguns colegas de trabalho tentámos perceber e encontrar formas de combate à vergonhosa abstenção:

1- Quem não votar em três eleições consecutivas perde o direito de voto;
2- Quem não quiser votar que o declare à Comissão Nacional de Eleições e assim deixa de alimentar a abstenção;
3- Quem não votar terá de pagar uma multa;
4- Quem não votar perde direitos fiscais, tais como apresentar algumas despesas no IRS;
5- Quem votar terá um prémio;
6- E a mais radical (e humorística claro); quem não votar será açoitado em espaço público.

6 Comentários:

Às 8:10 da tarde , Blogger MF disse...

Voto em referendar como acabar com a abstenção. E que seja vinculativo dê por onde der.

 
Às 12:24 da manhã , Blogger aml disse...

Assino em baixo... a abstenção é vergonhosa num país k viveu quase meio século s poder dar voz aos seus "desejos"!!! Deviam ter vergonha...

 
Às 2:01 da manhã , Blogger Heliocoptero disse...

O problema é que esse meio século de ditadura foi o último responsável pela falta de uma consciência civica e de uma cultura de direitos e deveres.

Começo a pensar que não seria nada má ideia instituir a obrigatoriedade do voto: já se faz noutros países europeus e era uma maneira muito eficaz de passar a mensagem de que votar é um direito, sim, mas também é um dever de cidadania. Quem não se sente representado que vote em branco.

 
Às 10:14 da manhã , Blogger emot disse...

Eu escolho a quarta para mim, e a sexta opção para os outros. Eheh. Belo espectáculo!

 
Às 1:00 da manhã , Blogger cegonhix disse...

Ideias bem originais!

Gostei, especialmente, da não sujeição a benefícios fiscais em caso abstenção.

De qualquer forma, à actual abstenção temos que descontar a desactualização dos cadernos eleitorais, ainda com alguns "mortos" devido ao financiamento por via da capitalização dos eleitores inscritos nas freguesias.

É uma vergonha, de facto. Mas, penso que melhorará com o recenseamento automático por via do novo Cartão do Cidadão.

Pessoalmente, sou um fervoroso adepto do voto através do Multibanco: uma rede fechada mas, suficiente difusa para chegar a todos.

Cumprimentos!

 
Às 1:01 da manhã , Blogger cegonhix disse...

Ideias bem originais!

Gostei, especialmente, da não sujeição a benefícios fiscais em caso abstenção.

De qualquer forma, à actual abstenção temos que descontar a desactualização dos cadernos eleitorais, ainda com alguns "mortos" devido ao financiamento por via da capitalização dos eleitores inscritos nas freguesias.

É uma vergonha, de facto. Mas, penso que melhorará com o recenseamento automático por via do novo Cartão do Cidadão.

Pessoalmente, sou um fervoroso adepto do voto através do Multibanco: uma rede fechada mas, suficiente difusa para chegar a todos.

Cumprimentos!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial