Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

segunda-feira, novembro 6

Rede Expressos

Compreendo as tuas lágrimas.

Estar longe por vezes custa e dói. Viajar muitas vezes, sempre, destabiliza e estremece. Mas há-de passar. Tudo há-de passar.

1 Comentários:

Às 5:10 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Obrigado!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial