Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

segunda-feira, junho 19

Os nossos amigos americanos

Michael Moore, o realizador do polémico documentário Fahrenheit 9/11 contestário à administração Bush, parece estar de novo em sarilhos.

Moore utilizou um excerto de uma entrevista de um soldado americano que perdeu os dois braços no Iraque no seu documentário. Este alega agora que não lhe foi pedida cedência de imagens, que ainda por cima contribuem, falsamente diz, para uma crítica ao esforço de George Bush, que continua a apoiar. Peter Damon exige 75 milhões de dólares de indemnização, ao que se juntam 10 milhões pedido pela sua mulher «pela perturbação causada ao marido».

Bem vindos aos «States», terra do sonho americano e das indemnizações por tudo e por nada.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial