Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quinta-feira, maio 11

Coisas de miúdos...

Quando a lua acordar
Coisas que a vida tem
Vai-se o mundo deitar
E tu também

Ai quem me dera ir
Dentro do sol doirado
Nunca ter de dormir
E só brincar

E milhões de aventuras viver
Com as estrelas no céu a correr
E à Terra apenas voltar
Se eu quiser

Vitinho II

2 Comentários:

Às 3:21 da tarde , Blogger Dad disse...

Muita giro!
Bjs,

 
Às 9:27 da manhã , Anonymous a vizinha disse...

Tua(nossa) alma de poeta...
um abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial