Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

sexta-feira, agosto 29

Há um ano

- Não fumes.

- Porquê?

- Porque ainda estou a pensar em beijar-te...

E ela acendeu o cigarro.

2 Comentários:

Às 9:23 da tarde , Blogger Sof disse...

Épah que estupidez! Tado o miudo...

 
Às 5:34 da tarde , Anonymous Sabes quem sou... disse...

Foi uma noite maravilhosa...
E um jantar fantástico...
A luz escura sombria e brilhante da velha e linda cidade de Lisboa iluminava as nossas almas...
Conversámos, rimos, brincámos, partilhámos... Mistérios e segredos guardados no baú das nossas recordações mais íntimas e obscuras...
Dizem que depois da tempestade vem a bonança... E ainda bem que recuperámos... O que de mais forte nos úne...
Ainda bem que aquilo que sentimos bem no centro dos nossos corações, foi mais forte e importante do que qualquer desencontro... Fico feliz por isso... Sou feliz por isso...
Porque o nobre sentimento chamado amizade é o que nos move a nós, seres humanos, e ao mundo que gira à nossa volta...
É bom continuar a encontrar no pureza dos teus gestos e no brilho do verde dos teus olhos aquela coisa tão meiga chamada... Fraternidade...
Obrigada por estares aqui, ao meu lado, esteja eu onde estiver... Porque sabes que nem que o mundo nos separe... Eu estou aqui contigo e tu estás aí comigo... E há lá coisa mais preciosa na vida... Para quê ganhar o euromilhões, quando a vida nos põe pessoas tão bonitas no nosso caminho?
Gosto de ti e tu gostas de mim...
E ambos sabemos que sim... Olha, simplesmente porque sim...
"Shining star..."

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial