Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quinta-feira, julho 17

Hitler perdeu a cabeça

A cabeça de Hitler foi cortada durante o fim-de-semana na inauguração do Museu Madame Tussaud de Berlim. Já era esperado que a figura de cera do tenebroso ditador fosse tudo menos pacífica. Até porque antes da inauguração muitos manifestaram-se contra Hitler como figura de entretenimento num museu deste género. Penso que Hitler não deve nunca ser esquecido para que seja lembrado sempre que o Holocausto existiu, foi verdade e durou muitos anos. Porque alguns insistem em desmentir e em afirmar que tudo não passou de uma encenação ou de um engano. Foi sim um engano da História. Hitler deve ser lembrado, nem que seja numa figura de cera decapitada, para que as gerações que aí vêm, já longe dos tempos do Holocausto, saibam que ele existiu. E que pode repetir-se caso a Humanidade não esteja atenta.

3 Comentários:

Às 10:47 da manhã , Blogger Inês disse...

O Hitler nunca teve a cabeça no devido lugar!

 
Às 3:55 da tarde , Blogger fotógrafa disse...

“A cantiga é uma arma…
e eu não sabia…
A cantiga é uma arma…
Contra a burguesia…
Tudo depende da raiva,
E da alegria!!!”…rsrs

Hoje é sexta feira…BFDS!!!

Abraço

 
Às 12:13 da manhã , Blogger Sof disse...

VAiiiiiiiiii

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial