Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quinta-feira, outubro 9

Arrepiando

No espectáculo da meia-noite os Roncos do Diabo ribombaram e zurziram com força transcendente as gaitas-de-fole e os bombos que aqueceram a noite fria e fizeram correr mais depressa o sangue bombeado pelo coração de cada um dos presentes. São traços de portugalidade profunda que ainda nos distinguem do resto do mundo.

1 Comentários:

Às 9:18 da manhã , Anonymous Sofia Covas disse...

Agora fizeste-me lembrar como eu adoro ouvir gaitas-de-foles. :)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial