Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

domingo, agosto 31

Ontem o tempo parou

Ontem o tempo parou.

Ontem o tempo parou às nove da noite.

Ontem o tempo parou não sei por quanto tempo.

Ontem o tempo parou numa lagoa de água salgada.

Ontem o tempo parou à beira do mar.

Ontem o tempo parou e eu parei com ele.

1 Comentários:

Às 12:28 da manhã , Blogger Sof disse...

Por isso é que não me atendeste o tufone! E inda prucima tava a dar a sia música! Quem é o poposudo aqueiiii sou yo sou yo sou yoooo

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial