Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

terça-feira, setembro 9

Foz

A ida ao Porto no fim-de-semana lembrou-me um episódio há uns anos, quando fui à Queima, o que coincidiu com um aniversário.

Lembro-me de estar sozinho, a tomar o pequeno-almoço num café na Foz, só com o mar no horizonte. E reforçou a ideia que nós seremos sempre a nossa melhor companhia. Eu sou a minha melhor companhia, sendo a única ou estando rodeado de uma multidão.

E isso só me pode deixar feliz.

7 Comentários:

Às 2:01 da manhã , Blogger Sof disse...

Não tenha sombra de dúvida!

 
Às 9:17 da tarde , Blogger emot disse...

Isso é como tudo... podemos estar muito bem sozinhos. É necessário e bom. Mas estar bem acompanhado pode ser bem melhor.

 
Às 3:26 da tarde , Blogger Deeper disse...

Eu que pensava que tu tinhas preferido vir à Beira, estar com outros amigos. Afinal fomos trocados por ti próprio!

 
Às 11:55 da tarde , Blogger anDrEIA disse...

Não há melhor companhia no mundo do que a nossa :)

 
Às 2:16 da tarde , Blogger VIAJANTE DO MAR disse...

Nós somos a nossa melhor companhia!
Nem a proósito, o último post no meu blog.

Abraços

 
Às 10:44 da manhã , Anonymous Joao disse...

pensei q tb tinhas te esponjado ao pe do MB...

 
Às 9:43 da tarde , Anonymous Sofia Covas disse...

'Me be waiting...'

;)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial