Tigre da Tasmânia

«Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida» C. Lispector

quarta-feira, maio 14

125 Azul

Não gosto de fazer anos. Não é segredo para ninguém. Este ano passei as duas primeiras horas a trabalhar. E para minha surpresa quase todos os ouvintes ligaram para falar comigo e desejarem um bom aniversário. Pessoas que nunca vi mas com quem já contactei muitas vezes ao telefone. E que me tratam, a mim e a muitos colegas, com o carinho com que tratam as famílias e as pessoas de quem mais gostam.

O dia passei-o no meu sítio preferido, a praia, a fazer o que mais gosto, a apanhar sol e a dar mergulhos no mar. Ou simplesmente sentado na areia a observar as ondas.

A noite foi passada com jantar em família e amigos em casa.

Sempre por entre muitos telefonemas e mensagens. Quase ninguém falhou.

Não gosto de fazer anos. Mas gosto que se lembrem de mim nesta data.

4 Comentários:

Às 1:43 da manhã , Anonymous Lara disse...

E eu lá estava nas primeiras horas a ouvir o 125 Azul... PARABÉNS! ***********

 
Às 9:57 da tarde , Blogger anDrEIA disse...

Eu tb n gosto de fazer anos :( mas nunca me esqueço dos anos dos amigos :) Welcome to the club :) 27!!!!!

 
Às 10:23 da manhã , Blogger Rita disse...

eu falhei. gosto mt d ti, embora n acredites. beijo e parabens atrasados

 
Às 9:45 da tarde , Blogger Héliocoptero disse...

Por momentos deixaste-me a pensar que tinha feito uma asneira :p E não sabia que já eras locutor de rádio: não dizes nada aqui ao je, pá?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial